quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Conhecendo o Maior Amor que Existe 3

                                                                   Download


segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A Reforma Protestante













Neste Domingo 31 de Outubro comemoramos o aniversário da Reforma Protestante.
A programação começou pela manhã com uma aula sobre este grande marco para a história da Igreja Cristã em todo o mundo. Já no período da noite podemos celebrar este momento com muita alegria e participação de toda a Igreja.
Para quem desejar conhecer um pouco mais sobre a Reforma disponibilizamos o slide sobre da vida de Martinho Lutero. 





quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Conhecendo o Maior Amor Que Existe 2



           4 fatos que precisamos admitir
                                          que prejudicam nosso
                                   entendimento da real dimensão
                                       do amor de Deus por nós:



quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Mensagem das Quartas-Feiras na IP de S.J. do Calçado





Texto: http://www.pibsjcampos.org.br/

Slide: Rev. Maycon Rodrigues

Culto Cívico.

Aconteceu no dia 7 de setembro de 2010









Arquivo com todo o conteúdo do Culto realizado na IP de S.J. do Calçado.

Slides da Mensagem Rev. Maycon Rodrigues.
Slides da Liturgia completa Pb. Leônidas.



Link para download do Conteúdo:  http://www.megaupload.com/?d=MS4Z1R95

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Café da Manhã Especial com os Jovens da IP de S.J. Calçado

Aconteceu neste Domingo dia 17 de Outubro de 2010.

Foi uma manhã muito especial onde os jovens foram ensinados acerca dos valores e beneficios de serem leais ao compromisso de servir a Cristo.

O trabalho começou com um momento de Louvor e Adoração seguido do ensinamento da Palavra de Deus no Texto de Mateus 24. 3 - 14. Com destaque para o verso 13 que diz:

"Aquele, porém que perseverar até o fim, esse será salvo"

Após a aula houve um café da manhã especial para todos.





sábado, 16 de outubro de 2010

Encontro da Federação de SAFs do PBJI

Aconteceu no dia 16 de outubro de 2010.

Irmã Eliane Batista de Menezes da IP de Apiacá 


Foi um encontro muito agradável no “Sítio do Maurinho” em São José do Calçado – ES que contou com a presença das SAFs (Sociedades Auxiliadoras  Femininas) do presbitério de Bom Jesus do Itabapoana.
O inicio dos trabalhos se deu através da direção da irmã Eliane Batista de Menezes da Igreja Presbiteriana de Apiacá e  a Palavra de Deus foi pregada no livro de Gênesis 28. 10 – 17 pelo Rev Sebastião da 3ª Igreja Presbiteriana de Bom Jesus.
Após isso  houve um alegre momento de louvor a Deus.
Mais tarde serviram um delicioso churrasco e no final da programação as irmãs fizeram a revelação do amigo secreto.
Louvado Seja Deus por essa federação de mulheres tão valorosas!
Rev Sebastião da 3ª Igreja Presbiteriana de Bom Jesus

A segunda irmã da Esquerda para a Direita é de Dnª Rute presidente da SAF de Calçado

Momentos de Leitura da Palavra de Deus


video


sábado, 9 de outubro de 2010

Dia da Criança na IP de S.J. do Calçado

 Aconteceu no dia 9 de outubro nas dependências da nossa Igreja.


Muitas crianças da igreja e visitantes participando de grandes momentos de descontração, alegria e ensino da Palavra de Deus.


A programação começou com um grande momento de louvor, orações e um filme da “Turma da Arca” que ensinava sobre não julgar as pessoas pela aparência.



Após esse momento foram para o salão social onde aconteceram brincadeiras, sorteios de presentes e uma grande festa.





Foram momentos de bênção na vida destas crianças.
Louvado seja Deus por cada uma das pessoas que trabalharam para que este dia fosse realizado de maneira tão abençoada!        
Componentes do Departamento Infantil.
Da esquerda para a direita: Regiane, Fabiana, Joyce e abaixo Penha.   




terça-feira, 5 de outubro de 2010

"Seu Batismo com Fogo"

São José do Calçado era ainda uma pequena vila quando, em 1909, foi palco de um acontecimento de repercussão em todo o país, principalmente no estado do Espírito Santo. Um grupo de aproximadamente cem manifestantes católicos, pelo menos assim se apelidavam, após uma procissão, depredaram e incendiaram o templo dos presbiterianos construído no alto da cidade, quase na descida da antiga Ladeira dos Linhares. Fato considerado uma das mais odiosas manifestações de intolerância religiosa da era pós-repúblicana.
Antes do Acontecido, o Rev. Constâncio Homero Omegna, primeiro pastor Presbiteriano a residir no estado do Espírito Santo, adquiriu do Pe. Júlio Freour, então responsável pela igreja católica romana da cidade, um pequeno órgão o que demonstrava que havia boa relação do Pastor com o então Padre. Porém, esta flexibilidade provocava em algumas famílias tradicionais um certo desconforto, até que através de um abaixo assinado conseguiram substituí-lo pelo Pe. Elias Tommassi.
Padre esse que veio com a incumbência de erradicar o presbiterianismo na região, e já nos primeiros dias, começou a pregar ódio e intolerância aos adeptos da nova crença. O fato de a igreja presbiteriana estar mais bem organizada em vários aspectos que a católica era uma das razões que contribuíam para o ódio dos então  adversários.
A partir disso foram surgindo vários boatos envolvendo os presbiterianos como: uma caixa de santos quebrados a pauladas, o uso de um dos santos como cabide na casa do presbiteriano Pedro Euzébio. Além disso, Romão Batista teria jogado um crucifixo no Rio Calçado e por isso estava secando, e desde fevereiro daquele ano (1907) não chovia o que ocasionou um período de grande seca no estado. Partindo desse boato, Pe. Elias depois de uma missa, organizou uma procissão para pedir chuva e culpar os crentes pela seca. Essa procissão, ao passar pela casa de Joaquim Saldanha, foi surpreendida pelo som de hinos presbiterianos, acompanhados pelo órgão que tinha sido do padre Júlio. Houve um princípio de invasão na casa do Joaquim onde tentaram retirar o órgão da casa.
No dia 9 de março, houve uma nova procissão, intencionalmente programada pelo Pe. Elias. Dessa vez com a intenção de resgatar o tal santo que servia de cabide na casa de Pedro Euzébio e o crucifixo que foi atirado no Rio Calçado por Romão Batista. Pe. Elias preferiu ficar alheio a situação e viajou para Bom Jesus.
Após terem ido a casa de Pedro Euzébio e não terem encontrado o “santo cabide” e mergulhado no Rio Calçado e também não terem encontrado o crucifixo se dirigiram ao templo da igreja Presbiteriana. Sob o comando do subdelegado da região Sr. João Pio de Carvalho um grupo de aproximadamente 100 pessoas depredou e ateou fogo no 1º templo da Igreja Presbiteriana de São José do Calçado.
O Novo templo foi construído em 1912 em outro local e hoje é patrimônio histórico da cidade de São José do Calçado e da Igreja Presbiteriana do Brasil.   
Foto Hístórica do do Incêndio Criminoso
Hoje a Igreja Presbiteiana de São José do Calçado permanece nesta cidade como referencial na pregação do evangelho. Se não fosse a persistência desta igreja talvez muitas outras denominações que aqui existem não poderiam ter o direito de fazer parte da história desta cidade. A convivência hoje é pacífica entre católicos e protestante. Louvado seja Deus por isso!   

Extraído e adaptado  do Livro “Uma Igreja Centenária “ de Anderson Sathler. Paginas 96 – 102. Ano 2003 – Igreja Presbiteriana do Brasil. 

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Apenas começando.

A página que você está visitando é apenas um começo daquilo que pretendemos fazer para resgatar a memória de uma igreja que em 2010 completou seus 103 anos de existência. Temos muito pela frente, por isso, peço a paciência de todos, pois o material é vasto e não podemos fazer em um dia só a exposição de todo o trabalho destes 103 anos de história. Se você tiver alguma informação que esteja relacionada a Igreja Presbiteriana de S.J. do Calçado pode enviar-nos no email ipbsjc@gmail.com. Também aceitamos artigos relacionados a nossa igreja que poderão em momento oportuno serem postados neste blog. 
O motivo que nos fez iniciar este trabalho foi justamente a dificuldade de encontrar material sobre esta igreja na internet.
Que Deus nos abençõe através deste blog!  

Em Cristo.
 
Rev. Maycon Rodrigues

Marco Oficial da Entrada do Presbiterianismo no Estado do Espírito Santo.

Igreja Presbiteriana de São José do Calçado
A entrada oficial do Evangelho no Espírito Santo, com culto dirigido pelo Rev. Mathathias Gomes dos Santos o correu em 12 de outubro de 1902, na Vila do Alegre, onde ocorreu a Profissão de Fé do Sr. Manoel Soares Teixeira, sua esposa e nove filhos, conforme dados fornecidos pelo primeiro volume de Atas do Conselho da Igreja Presbiteriana de Alto Jequitibá. Porém, conforme a narrativa do Presbítero João Leandro de Faria no artigo “Excursão evangelística”, a data de 13 de setembro de 1903, com um culto na fazenda do Sr. Joaquim da Silva Santos (Sr. Santinho), nas proximidades de Muniz Freire. É necessário afirmar que o Rev. Mathathias em seu artigo “O canto do uruatu” faz referências à primeira viajem citando a localidade da Vila do Alegre e a Profissão de Fé e Batismo do Sr. Manoel Soares Teixeira e sua esposa Neca Soares, bem como o batismo de seus filhos menores, confirmando o registro das Atas do Conselho da Igreja Presbiteriana de  Alto Jequitibá. Temos então duas datas da entrada do Presbiterianismo no Espírito Santo em 1902 e em 1903.
Conforme os relatos das viagens missionárias é digno de nota especial a realização do primeiro culto na cidade de São José do Calçado, a 19 de setembro de 1903, o que denominamos de sexto Centenário. Este culto Foi celebrado pelo Rev. Mathathias Gomes dos Santos, em casa do farmacêutico Benjamim Moraes. Aqui se inicia de maneira oficial o trabalho presbiteriano em São José do Calçado. Um Jornal de Vitória (Espírito Santo), no dia 27 de setembro de 1953 publicou em letras garrafais: “SÃO JOSÉ DO CALÇADO – BERÇO DO PROTESTANTISMO NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO – COMEMORADO NESSA CIDADE, DIA 19 DO MÊS EM TRÂNSITO, CINQUENTENÁRIO  DA OBRA PRESBITERIANA NESTE ESTADO – HOMENAGEM PÓTUMA AO REV. SAMUEL BARBOSA – O FUNDADOR’. Esta foi a uma reportagem jornalística de Andrade Sucupira. Conforme dados deste jornal.
Rev. Constâncio Homero Omegna
Na seqüência dos fatos históricos não se pode deixar de registrar a designação feita pelo presbitério do Rio de Janeiro ao Rev. Constâncio Homero Omegna, em fins de março de 1905, então pastor da Igreja Presbiteriana de Niterói (RJ), para atender ao campo no estado do Espírito Santo. Após três anos de abençoadíssimo mistério, residindo em Niterói, organizou a Igreja Presbiteriana de São José do Calçado a 10 de março de 1907, a primeira a ser organizada em todo o Espírito Santo. Mais tarde, em novembro desse mesmo ano, transferiu sua residência para São José do Calçado. Rev. Constâncio foi o primeiro pastor presbiteriano a residir no Estado do Espírito Santo.
Extraído do Livro “Uma Igreja Centenária “ de Anderson Sathler. Paginas 58 – 62. Ano 2003 – Igreja Presbiteriana do Brasil.                                    

História da Igreja Presbiteriana do Brasil


História do Presbiterianismo no Brasil. 
Para maiores informações acesse: http://www.ipb.org.br/portal/historia